14 junho, 2013

Sensacional: 6 Incríveis animais que secretamente são imortais

6 Incríveis animais que secretamente são imortais
Durante séculos, a humanidade tenta absolutamente de tudo para alcançar a imortalidade, procurando fontes místicas da juventude (avon, natura, o boticário…), e até colocando literalmente cadáveres em câmara fria, na esperança de que no futuro "a morte" mude de ideia e traga de volta quem já partiu. Tendo em vista que não temos mais um Ponce de Leon, é seguro dizer que estamos falhando neste departamento.

Enquanto isso, alguns animais que vivem em nosso mundo, parecem estar chutando a bunda da morte. Estas espécies conseguem viver quantidades de tempo alucinantes... pelo menos até os pesquisadores matarem e dissecarem o corpo deles para descobrir como eles conseguem viver tanto. Por exemplo...

# 01. Lagostas na verdade não envelhecem, apenas ficam MAIORES

# 1. Lagostas na verdade, não envelhecem, apenas ficam MAIORES
Quando alguns ativistas descobriram que um restaurante em Nova York estava informando que iriam servir uma enorme lagosta de 9 kg, eles correram para tentar salvar a gigante. Parece uma coisa ridícula de fazer, pois lagostas nascem para serem deliciosas, mas, para justificar (e justificou), eles apontaram que este monstro (George – sim eles a batizaram) teria malditos 140 anos de idade.

ignore esta foto – este não é o George, é apenas um impostor!
 
senhoras e senhores, o mascote não-oficial da Fenda do Bikini, George!


Veja, a coisa bizarra sobre lagostas: elas não ficam mais fracas ou começam a ter artrite em suas garras com o passar do tempo. Ao invés disso, elas ficam cada vez maior e maior. É assim que você pode acabar comendo a carne de uma criatura que nasceu logo após a Independência do Brasil e que, se tivesse sido capturada anteriormente, poderia realmente ter sido comida por D. Pedro I.

Ah, e essa não é nem a maior/mais velha lagosta já encontrada - de acordo com o Guinness Book of World Records, que seria um colosso de 20.14Kg, que foi capturada em 1977. Aparentemente, ninguém lhes disse que havia também uma de 25Kg capturada em 1926. Quantos anos tem esses caras? Ninguém sabe ao certo.

                                                                             Woods Hole Oceanographic Institution


Se essa lagosta tivesse o crescimento em escalas proporcionais aos seres humanos, ela teria o tamanho da Estátua da Liberdade.

A parte mais surpreendente é que as lagostas não sofrem com a velhice como nós, a menos que você conte a angústia existencial que provavelmente começa depois do primeiro século: como elas vão acumulando idade, sem perder as funções ou sem ficar mais lentas - elas realmente se tornam mais poderosas, e crescem tanto que o "casco" quase não consegue mais contê-las.


PS.: Quanto a George, a lagosta salva de ser o jantar de alguém em Nova York, foi levada para uma reserva natural, onde provavelmente vai enterrar muitos seres humanos lá.

# 02. Tartarugas tecnicamente permanecem adolescentes durante séculos


Visto que muitas vezes não é noticia no plantão da Globo quando as tartarugas morrem, o fato de que eles podem viver por séculos, provavelmente não é novidade para você - uma tartaruga que morreu em 2006, era tão velha (176 aninhos), que se dizia ser um ex-pet de Charles Darwin. O que você talvez não saiba é que, biologicamente, não há quase nenhuma diferença entre uma tartaruga juvenil e uma tartaruga anciã. Aparentemente, elas dizem "FODA-SE" e param de envelhecer em algum ponto de suas vidas.

é isso, ou elas chegam a um ponto onde não conseguem ficar fisicamente mais feias


Quando os pesquisadores deram uma olhada dentro de uma tartaruga centenária, algo que incrivelmente nunca pensaram em fazer antes, eles ficaram espantados ao descobrir que seus órgãos eram praticamente "idênticos aos adolescentes." Biologicamente, a tartaruga não tinha envelhecido um dia sequer desde que atingiu a maturidade sexual, um fenômeno que os cientistas batizaram "The Don Draper Effect."

Além de ter órgãos que são extraordinariamente preparados para o avanço do tempo, os pesquisadores também descobriram que o coração de uma tartaruga nem sempre bate em resposta a impulsos nervosos e, de fato, às vezes, não precisa bater - em outras palavras, parece que as tartarugas são capazes de simplesmente tacar fora o próprio coração se não precisar dele. Isso significa que você poderia realmente arrancar o coração de uma tartaruga e mostrar a ela como naquela cena de Indiana Jones.

Não ria, a mordida de algumas tartarugas podem foder sua merda de dedo


Esta investigação levou os cientistas a acreditarem que as tartarugas são biologicamente imortais – mas péra, não morrem NUNCA? Claro que morrem, caso contrário, estaríamos nadando em tartarugas, mas o estranho é que parece que nunca morrem de velhice. É sempre uma doença, ou uma pedra caindo, ou uma sopa.

Combine isso com o fato de que elas podem se reproduzir e botar ovos até o dia em que cairem mortas, o que significa que, tecnicamente, uma tartaruga pode viver e enrabar as vadias ter relações sexuais para sempre. E você aí pensando que é o fudião do pedaço!


# 03. Bdelloideas sobrevivem roubando DNA de outras espécies


Bdelloideas são um tipo de organismo microscópico que vive em água doce, mas pode sobreviver fora da água por anos. E se isso não é estranho o suficiente, elas podem ficar sem ter relações sexuais por cerca de 80 milhões de anos.

Eu sei o que você está se perguntando: como é que eles mantêm seu material genético então? Roubando de outras espécies, literalmente.

a bdelloidea em seu habitat natural: algum pedaço de bosta


Um grande número de cientistas supõem que uma espécie não pode sobreviver por muito tempo, reproduzindo assexuadamente, já que acabam se tornando mais falhos a cada geração, como caipiras microscópicos. As Bdelloideas desafiaram as probabilidades da forma mais horrível possível. Quando eles analisaram o DNA dos pequenos bastardos, os cientistas descobriram que ele era um "mosaico genético" - uma única bdelloidea tinha o DNA de mais de 500 espécies diferentes o_O.

Aparentemente, quando precisa adicionar algum DNA em sua sopa genética, eles apenas procuram o que está em torno e anexa-o em seu próprio DNA zoado. Isso inclui pedaços de animais mortos, qualquer resto de comida, e sebe-se lá o quê mais.

se você já cagou em um riacho, deve ter um pouco de você aí nessa filha-da-mãe


Esta rotina de roubo de DNA explica como as bdelloideas são capazes de sobreviver, no estado  mais deplorável que você possa imaginar. Por exemplo, você deve estar imaginando que eles precisam de água para continuar vivendo, já que é o seu habitat natural e tudo, mas bdelloideas conseguiram sobreviver NOVE ANOS completamente no seco. Inferno, eles podem até mesmo livrar-se de enormes quantidades de radiação - um bdelloidea pode suportar cerca de 1000 Gy de radiação antes de se tornar infértil, que é cerca de 250 vezes o que é preciso para uma mulher humana. (PUTA MERDA, não pergunte como os cientistas descobriram isso.)

E eles não são os únicos fanfarrões da natureza: seus primos distantes, as planárias, são criaturas minúsculas ordinárias, que você pode cortar suas cabeças e elas crescem novamente. Elas simplesmente substituem o tecido danificado com novas células.

é exatamente assim que as web celebridades são geradas

# 04. As baleias bowhead vivem por séculos


Baleias bowhead são enormes monstros dotados das maiores bocas do mundo animal. Não contente com a quebra de um recorde impressionante, descobriu-se recentemente que essas baleias são muito boas em outra coisa: viver mais que todos nós, que os nossos filhos e os filhos dos nossos filhos!

Sério, se há um mamífero que vive mais tempo do que eles, ninguém foi capaz de provar isso. Uma pesquisa científica moderna atestou uma com 211 anos de idade. Os cientistas costumavam pensar que baleias bowhead vivia 60 ou 70 anos, mas em 2007, alguns caçadores nativos do Alasca mataram uma e encontraram um artefato surpreendente de outra época na pança dela.

                                                                                                           nbcnews

Os caçadores estavam limpando a baleia, quando, incorporado em sua gordura, eles encontraram a cabeça de um arpão explosivo... de cerca de 1890. Essa coisa estava nadando por aí com uma lança bomba presa em sua obesidade por 117 anos ou mais. Para colocar isso em perspectiva, o arpão foi lançado durante a administração de Deodoro da Fonseca e removido no segundo mandato de Luiz Inácio Lula Molusco da Silva. Os cientistas estimam que a baleia realmente tivesse nascido em 1877, 130 anos antes. Esse cara era um contemporâneo de Dom Pedro II.

Se a baleia não fosse baleiada baleada com uma segunda lança explosiva em 2007, poderia ter vivido cerca de dois séculos de idade.

# 05. Alguns moluscos vivem desde o descobrimento do Brasil


Algumas espécies às vezes se tornam maiores à medida que envelhecem, e eles podem ficar muito foda quando grandes. Por exemplo, em 1934, um mergulhador nativo das Ilhas Filipinas foi preso por um molusco monstro quando tentou alcançar uma pérola de grandes dimensões (14 quilos). Parecia ser uma situação hilária de um desenho animado, com exceção da parte onde o molusco simplesmente não soltou mais o cara e ele morreu. Mas hey, pelo menos eles conseguiram encontrar o corpo do cara – considerando o tempo que essas coisas vivem, um deles pode conseguir manter restos mortais de suas vitimas em suas mandíbulas por quase a metade de um milênio. Sim, esse é o tempo que alguns moluscos vivem.



Não é incomum um mergulhador ser pego nas garras de um desses moluscos gigantes, que se fecham com a rapidez e a força de uma armadilha de urso.

1939_11_1_jpg_17348O enorme molusco Tridacna que tirou a vida do mergulhador nativo e rendeu a maior pérola do mundo.


De volta aos anos 30, os nativos disseram que o molusco homicida tinha cerca de 450 anos de idade e todos os outros provavelmente riram. A ciência atual, no entanto, confirmou que esta estimativa era totalmente possível – um outro molusco (de tamanho normal) encontrado em águas da Islândia em 2007 foi confirmado ter 405 anos de idade, o que significa que essa coisa estava vagabundeando na zoeira do oceano desde o momento em que Shakespeare estava escrevendo Hamlet. Acredite ou não, existem moluscos lá fora, que são mais velhos do que a própria América do caralho... e inclusive são saborosas na sua versão moqueca baiana.

E estes são apenas os mais antigos que conhecemos - é quase certo que há muito mais velhos nas profundezas do oceano. Sua incrível longa vida está ligada ao que os cientistas descrevem como um "processo de substituição de células", mas até o momento, eles não têm ideia do que estão falando. Eles sabem que, uma vez que estes moluscos atinjam sua maturidade sexual, as enzimas em seu corpo (que estão ligadas ao crescimento) permanecem estáveis por cerca de 150 anos.

tamanho dessa fera meu, ô lôco bicho!

Alguns cientistas acham que essas feras podem ser os mais velhos animais vivos no planeta, há uma outra espécie que talvez vença por, alguns milhares de anos...

# 06. Esponjas de vidro podem viver por 15 mil anos


Você pode estar dizendo que esponjas do mar não são animais, mas é assim que as pessoas que sabem mais do que você classifica-os, e elas são muito mais simples que aquela coisa que você usa para lavar os pratos. Particularmente a Hexactinellid ou "esponja de vidro", que tem um esqueleto rígido, daí o seu apelido.

Sério, quanto tempo você acha que uma esponja do mar pode viver? Cem anos? Quinhentos? Mil? Tente mais de 10.000 o_O.



Sim, esponjas de vidro pode não parecer muito impressionante, à primeira vista, mas isso muda rapidamente uma vez que você descobrir que existem espécimes vivos hoje que são mais velhas do que a civilização humana - essas coisas são estimadas a viver por até 15 mil anos, tornando-o mais antigo animal vivo do planeta. Elas são mais velhas do que as pirâmides – putsgrêlo!

Um desses caras encontrados no Mar da China teria 11 mil anos de idade, os cientistas usaram a água dentro dela para descobrir como eram as temperaturas da água nos tempos antigos. A água não é a única coisa que passa dentro delas no entanto: os camarões spongicolid ficam presos dentro dessas esponjas, uma vez que crescem muito e não podem sair. Esses camarões vivem o resto de suas vidas presos no interior deste parque de diversões, acasalando e parindo seus jovens camarões em um mundo sombrio, onde a única chance de sobrevivência é também ficar preso dentro dessa casa de vidro, olhando para fora, mas sem nunca sentir a sensação de ser livre.

tenho certeza que há uma metáfora aí

Me acompanhe pelo twitter

pesquisa: cracked.com - cosmosmagazine.com - petrusspronk.blogspot.com - en.wikipedia.org
Olá Sobre Jeferson Silva:
Oi! Eu sou o autor desta beleza. Atualmente moro em Salvador e fico grande parte do meu tempo na internet atualizando o blog, conversando nas redes sociais ou batendo papo com qualquer louco que me dê atenção. Você gostou deste post? Venha me dizer um alô, dê um feedback!
twitter pessoaltwitter do blogyoutubeinstagram
Comentando pelo Facebook

4 comentando :

  1. Bacana a pesquisa. O linguajar é bem acessível. Parece que o que falta é leitor. FC

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu blog! =D

    Cada post que aparece no final estimula a minha curiosidade e agora já estou fuçando aqui a mais de uma hora e não consigo parar de olhar!! XDD

    Se as pessoas não tivessem tanta preguiça de deixar um reconhecendo o seu bom trabalho, aposto que suas pgs estariam explodindo de comentários e sugestões de curiosidades legais para você postas! =D

    Não que suas ideias já não sejam legais eu NÃO QUIS DIZER ISSO!! >.<

    Bom trabalho e belo blog!!^^
    Te desejo sucesso!!^^
    Fica um grande abraço para você! Flw!^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Branca, fiquei igual criança quando ganha um doce agora! Tô muito feliz com seu comentário, de coração :D
      Obrigado mesmo!

      Excluir
  3. MUITO LEGAL!!!

    ResponderExcluir

OBS: Os comentários são de responsabilidade de quem os escreveu!